O que fazer quando o bebê chora

09/05/2014

Ao nascer, o choro do bebê apazigua os pais como um sinal de saúde e vitalidade. O desespero começa ao chegar da maternidade e descobrir que chorar é o que o pequeno mais sabe fazer. Muitas dúvidas surgem nesse período e muitas mães acreditam que estão fazendo algo errado. Mas as mães podem ficar tranquilas, pois bebês completamente saudáveis são capazes de chorar entre uma e três horas por dia no total, sem que exista algo de anormal. Então fiquem tranquilas mamães, vamos passar algumas dicas para auxiliar nessa tarefa.

- Embrulhe o bebê de maneira que ele não possa movimentar os braços e pernas: Pode parecer estranho, mas os recém-nascidos não se sentem a vontade tendo movimentos livres, pois eles não tem controle sobre a coordenação motora e acabam se assustando com os próprios movimentos.
- Deite-o de lado ou de bruços: Em um espaço amplo, os bebês se sentem vulneráveis. Eles se sentem mais a vontade e seguros deitados de lado ou de bruços, em um espaço pequeno e aconchegante. 
- Embalar: Movimentos repetitivos lembram o período de gestação. Ficar em um ambiente parado é monótono para o bebê. Embalar o pequeno em um ritmo suave faz com que ele se acalme. 
- Massagem: Ajudam a controlar o nervosismo e as cólicas do bebê.
- Mordedor gelado: O nascimento dos dentes é um longo processo que incomoda bastante alguns bebês. Experimente deixar um mordedor de borracha na geladeira antes de oferecê-lo ao bebê. O contato com a gengiva vai acalmar a irritação.

Geralmente, eles choram por cólica, fome, fraldas molhadas, sono, azia, dificuldade de urinar, frio ou calor em excesso, incompreensão. É importante a mãe perceber que cada choro corresponde a algo que está irritando o bebê. É um desafio que mistura intuição, conhecimento e muita percepção de mãe.