Cuidados durante a gestação

12/05/2014

Surgem muitas dúvidas sobre o que é possível fazer durante a gestação sem prejudicar o bebê. Alguns cuidados são fundamentais, pois detalhes do cotidianos muitas vezes despercebidos podem prejudicar o desenvolvimento do feto. Para a saúde do bebê, deve ser evitado alguns hábitos, tais como: Tingir o cabelo, fumar, ingerir bebida alcoólica, usar salto alto, entre outros.
O couro cabeludo absorve as substâncias químicas que chegam à circulação sanguínea, consequentemente ao feto. 
Muitas mães antes da gravidez são dependentes do tabaco, quando descobrem que estão grávidas são colocadas em xeque. De um lado o vício intenso; do outro, a saúde de um novo ser. O cigarro prejudica intensamente a gestação. A grávida que fuma pode ter sérios problemas de circulação sanguínea da placenta. Isso pode prejudicar muito a chegada de oxigênio e nutrientes para o bebê, podendo causar deslocamento prematuro da placenta, retardo de crescimento do feto, ruptura precoce da bolsa, entre outros problemas. 
Pior que o cigarro e a maconha, somente a bebida alcoólica. A ingestão de três doses semanais de álcool durante o inicio da gravidez eleva os riscos do bebê nascer prematuro. A única maneira de garantir que a bebida não irá prejudicar a gravidez é não ingeri-la. Pesquisas afirmam que cerca da metade das mulheres consumiram mais bebidas alcoólicas do que o recomendado.
Para quem não desce do salto, precisa fazer uma exceção nesse período. A medida que a barriga cresce, o desiquilíbrio aumenta. São frequentes os casos de queda pelo uso do salto alto.

Algumas dicas para a gestante conviver em harmonia com alguns sintomas da gravidez:
- Devido à mudança hormonal, as gestantes não estão livres das manchas de pele, mas podem prevenir: Use filtro solar! Não se esqueça de consultar um dermatologista para indicar o fator adequado ao seu tipo de pele.
- Para inchaço nos pés faça exercícios regulares; beba muita água; evite comida muito salgada; descanse com os pés e as pernas acima do nível do coração; evite deitar costas.
- Dores nas costas afetam a maioria das gestantes. Em cima disso, várias pesquisas foram feitas e apontam os mesmos caminhos: Pratique exercícios como alongamento ou ioga; use colchões firmes; realize massagens na região dolorida; procure manter uma postura correta
- A alimentação é fundamental, pois é das proteínas e sais minerais que a estrutura do feto é consolidada. Comer muitas frutas é altamente recomendado; evite beber líquidos durante as refeições; ingira cálcio, proteínas e verduras; comer castanhas é válido também, pois reduz o risco de alergia no bebê. 
- É preciso tomar muito cuidado com os medicamentos, um exemplo é o Paracetamol, que pode aumentar risco de THDA no bebê.
- O peso aumenta, a ansiedade aumenta, e o estresse também acompanha essa proporção. Tentar não entrar nessa onda é fundamental, pois ele pode causar depressão na criança.